Juçara Araújo

A iniciativa de escrever partiu de um
momento muito especial da minha
vida, onde no interior de um trem
comecei a observar o comportamento
das pessoas. Não sabia que esse
poema escrito ali naquele vagão
fosse naquele mesmo ano conquistar
um prêmio de um Projeto da Secretaria
de Educação, “Poesia na Escola”.
Dali pra frente ninguém me segurou
mais. A vontade de escrever é quase
que visceral.

Quando estou me arrumando para
viajar, o primeiro objeto que coloco
na mala, é um bloco de anotações;
o 2º, sempre é um livro, embora nem
sempre, por falta de tempo, possa
lê-lo. Mas, durante a minha trajetória
registro tudo, e chego repleta de
informações, as quais transformo,
em textos diferenciados. Esse exercício
que adotei me faz crescer como ser
humano além de ser muito prazeroso.

Livros publicados